11.3.08

podem rir-se à vontade mas há qualquer coisa parecida no ser botânico com o ser bailarina. no entrelaçar dos atacadores das botas de montanha, ritual de preparação para o campo, imagino invariavelmente o entrelaçar das fitas-de-cetim das sapatilhas de pontas. uma delicadeza de mãos, que ainda não adquiri, quando erguem na ponta dos dedos essas tímidas-corolas. e ainda um outro pormenor, o colocar da bota de forma pensada dobrando a perna lentamente, quando caminham por entre rosetas de folhas basais.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

tudo isso faz parte da mesma poesia. e ainda há outros momentos assim que rimam com esses. os inúmeros sorrisos no beijar silencioso de uma dessas corolas tímidas que saltam pelas rochas, ou mesmo, o beijar de um capítulo da história do terciário. e também... o simples existir da "curva apertada do pedúnculo de uma fritillaria".
e diz-me... as violetas?

13.3.08  
Blogger Rui said...

que tal apaixonares-te por essas flores

26.3.08  
Blogger be said...

夢世界,
華麗幻想,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,

15.5.10  

Enviar um comentário

<< Home