11.9.07


o miguel falou-me de um azul-Morpho, “é aquele azul que gostávamos de conseguir...” não percebi e por isso tentei lembrar-me dos azuis óleo que tenho numa caixa de madeira. azul cobalto, azul prússia, azul ultramarino...misturados com branco cádmio escorregam em azul céu, azul água. lembrei-me também do azul mar-dos-açores, azul-gentiana, pena-de-gaio escondida, olhos-de-avô com cataratas...
o azul-Morpho é asa de borboleta que não tem limite e tende sempre para mais infinito.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

é lindo esse azul. mas ainda é mais lindo o que podemos fazer com ele. há quem se vista desse azul, e então deixa de haver limites. é verdade sim. esse azul não tem fim porque voa. e nunca se perde.
falo-te também do azul-fantasma, azul-myosotis, azul-umbigo. é quase quase branco, mas tem sempre um pedacinho de azul (morpho) para não nos esquecermos dele. e é o suficiente para brilhar no escuro como um fantasma.

12.9.07  
Blogger be said...

夢世界,
華麗幻想,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,

15.5.10  

Enviar um comentário

<< Home